A Espada Inequívoca, obra publicada

Don Jorge Kapadokya, cavaleiro e místico, um mero mortal, montado em seu inseparável Basirkhan, viaja pela geografia de um mundo atemporal munido, apenas, de sua Espada Inequívoca, Ashkelon. Como guia espiritual, sabe que pode contar com a Face Oculta. Espalhados pelo mundo, as potestades do mal se unem para travar, em terras abissais e remotas, a batalha que poderá subverter a Ordem do Universo. Don Jorge Kapadokya e seus aliados, em combate contra criaturas horrendas, são trespassados por uma atmosfera de beleza lírica numa narrativa épica rica de imagens. As aventuras são permeadas por um ritmo insone que liga o leitor ao fio da Espada Inequívoca e o convida a atuar com Don Jorge Kapadokya nas batalhas contra o mal.

Regina Loureiro de Sá, ou, simplesmente, Regina de Sabra, nos presenteia nesse livro duas estórias repletas de aventuras e conhecimento. Ao acompanhar Don Jorge Kapadokya através do tempo imemorial e cósmico, apreendemos não somente sabores raros de emoção e contentamento, mas, também, aprendemos bastante sobre grandes personagens da História Universal da Humanidade. Acompanhar o texto lírico e sonoro, de Regina, é um deleite, ao mesmo tempo em que é uma agradável viagem a mundos e mitos distantes. Ao adentrar o universo de Don Jorge Kapadokya, sempre tendo como parceiros fiéis seu cavalo Basirkhan e sua espada Ashkelon, alargamos nossas fronteiras culturais e instigamos nossa imaginação mais primeva e fundamental. À medida que vamos avançando pela narrativa, o lirismo de Regina de Sabra nos captura e somos tomados pelo desejo de estar, também, junto a este herói em suas aguerridas aventuras por cidades únicas e desertos de estrangeiras paragens. Adentrar os mundos da fantasia, que ao mesmo tempo podem nos enlevar pela imaginação e nos educar o espírito pela aproximação com o histórico, é uma tarefa árdua e para poucos. Regina de Sabra consegue no seu texto tecer essa costura e misturar com rigor e carinho esses dois mundos. A autora, que possui uma longa tradição familiar no seio da cultura, tanto popular quanto erudita, e conta ainda com uma larga experiência no campo da Música e Educação, nos presenteia com imagens que podem nos auxiliar, motivar a conhecer e reconhecer paisagens de valor educacional, não valorizadas no redemoinho midiático que vivenciamos nos dias atuais.

(Jorge Ricardo Valardan Domingos, Educador e Produtor Cultural)

Comments are closed.